Anestesia Raquidiana

Saúde > Formas de tratamentos > Anestesia Raquidiana

As anestesias, num sentido geral, são feitas para anestesiar o paciente, impedindo que tenha sensibilidade a dores durante uma cirurgia, não importa se de pequeno, médio ou grande porte. O corpo ou parte dele fica completamente ausente de sensações. A anestesia bloqueia a sensação de dor antes que elas atinjam o sistema nervoso central.

A anestesia raquidiana, também conhecida como ráqui, por sua vez, é usada especificamente nas cirurgias da região inferior do abdômen e dos membros inferiores e é feita com uma técnica cirúrgica que consiste em aplicar o anestésico no líquido cefalorraquidiano que envolve a espinal medula e as raízes nervosas, com a seringa e uma agulha muito fina que é introduzida entre duas vértebras da região lombar, pertencente é claro, à coluna vertebral.

Os nervos por estarem banhado naquele liquido, acabam absorvendo o analgésico.

Porém, a anestesia raquidiana costuma provocar dores de cabeça entre 1 a 5% dos pacientes que se submetem a ela. Esse tipo de anestesia tem como contraindicação a hipersensibilidade aos anestésicos locais do tipo amiga ou aos outros componentes da fórmula que contém na anestesia raquidiana.

Doença cérebro-espinhal, tais como meningite, tumores, poliomielite e hemorragia cerebral, assim como outras doenças da coluna vertebral torna impossível a aplicação da anestesia raquidiana. Também é contra indicado esse tipo de anestesia na presença de tuberculose ou lesões metastáticas na coluna, anemia perniciosa com sintoma na medula.

Em regra, a anestesia raquidiana é usada muito nos casos de cesarianas e até mesmo em partos vaginais. A anestesia raquidiana usa um volume menor de anestésico, a vantagem é que tem ação praticamente imediata e é dada de uma vez só, com duração limitada. O que pode acontecer realmente de desagradável, é a ocorrência de cefaleia no pós cirúrgico.

67 comentários em “Anestesia Raquidiana”

  1. Bom dia, fiz uma hemorroidopexia na segunda feira com a tal anestesia ( eu nem sabia, pensei que iria ser com anestesia geral) e o médico, conforme já me tinha referido, deu-me alta terça de manhã. Desde que cheguei a casa (terça feira) não consigo estar de pé com umas dores horríveis de cabeça e pescoço/nuca. É verdadeiramente insuportável a dor. Falei com o médico e com a anestesista que recomendaram tomar benuron de 6/6 H e beber muitos líquidos, nomeadamente cafeína. O que é certo é que hoje é sábado e o cenário em nada mudou. Choro de tantas dores que tenho. Não consigo fazer uma vida minimamente normal já que não me consigo manter de pé. É como se não segurasse a cabeça e as dores são do pior que já senti.
    Agradecia informação sobre o que posso/devo fazer para recuperar desta situação, quanto tempo ainda terei que estar a sofrer ( a dor não reduz nunca) e já agora, se isto é normal! Da cirurgia nada sinto. Tudo perfeito. Mas das consequências da anestesia…
    Obg

  2. Ola meu nome e Tairane,eu fiz uma cesaria tem um ano e sete mese,após esta cirurgia eu venho sentindo muita dor em minhas costas ,e justamente aonde foi aplicada a anestesia,eu gostaria de saber se isto e normal,porque quando o tempo esta muito frio,parecer que a dor aumenta mais,e como se eu tivesse sentindo a agulha em minhas costa,obrigada pela atenção,aguardarei a sua resposta.

  3. Oi fiz duas serugias uma na típica e outra na fíbula desde então sinto muitas dores ao ponto de não poder me mexer a dor e exatamente aonde eu tomei a hacker isso é normal

Deixe uma resposta