Cuidar > Saúde > Formas de tratamentos > Anestesia Raquidiana

Anestesia Raquidiana

Por:

As anestesias, num sentido geral, são feitas para anestesiar o paciente, impedindo que tenha sensibilidade a dores durante uma cirurgia, não importa se de pequeno, médio ou grande porte. O corpo ou parte dele fica completamente ausente de sensações. A anestesia bloqueia a sensação de dor antes que elas atinjam o sistema nervoso central.

A anestesia raquidiana, também conhecida como ráqui, por sua vez, é usada especificamente nas cirurgias da região inferior do abdômen e dos membros inferiores e é feita com uma técnica cirúrgica que consiste em aplicar o anestésico no líquido cefalorraquidiano que envolve a espinal medula e as raízes nervosas, com a seringa e uma agulha muito fina que é introduzida entre duas vértebras da região lombar, pertencente é claro, à coluna vertebral.

Os nervos por estarem banhado naquele liquido, acabam absorvendo o analgésico.

Porém, a anestesia raquidiana costuma provocar dores de cabeça entre 1 a 5% dos pacientes que se submetem a ela. Esse tipo de anestesia tem como contraindicação a hipersensibilidade aos anestésicos locais do tipo amiga ou aos outros componentes da fórmula que contém na anestesia raquidiana.

Doença cérebro-espinhal, tais como meningite, tumores, poliomielite e hemorragia cerebral, assim como outras doenças da coluna vertebral torna impossível a aplicação da anestesia raquidiana. Também é contra indicado esse tipo de anestesia na presença de tuberculose ou lesões metastáticas na coluna, anemia perniciosa com sintoma na medula.

Em regra, a anestesia raquidiana é usada muito nos casos de cesarianas e até mesmo em partos vaginais. A anestesia raquidiana usa um volume menor de anestésico, a vantagem é que tem ação praticamente imediata e é dada de uma vez só, com duração limitada. O que pode acontecer realmente de desagradável, é a ocorrência de cefaleia no pós cirúrgico.

    wania disse:

    fiz cesária há 6 anos e sempre tenho muitas dores na lombar como se tivesse um ferro enfiando em minhas costas. Há alguns meses comecei com dores na coxa direita e em seguida em quadril…tomei com prescrição médica o vimovo por 2 meses sem sucesso. Antes de ontem tomei uma injeção e agora o peroxicam de 12 em 12 horas e melhorei em relação á intensidade da dor e “jogo das pernas”
    Lembro que na hora da anestesia eu “apaguei”, senti algo me apertando pelos dois lados …o médico disse q isso é raro acontecer, mas acontece….nem questionei mais pois as preocupações minha era agora com o bebe e não me aprofundei nisso. Hoje fico me perguntando se não existe uma relação entre estas dores e a anestesia…Vou fazer em breve uma ressonancia pois minha coluna está boa ao RX: apenas lordose; os espaços entre vertebras estão bons segundo o ortopedista mas o fisiot viu um leve desvio….

    katia disse:

    Minha filha fez cesarea ha 25dias e ela sentiu choques no pe calcanhar adormecido e alguns locais da perna…o que faco por favor

    carmem sousa disse:

    Boa noite… Dia 10/09/14 fiz uma cirurgia e precisei tomar essa anestesia RAQUE minha coluna doe muito fora os vômitos e minha cabeça nao para de doe quero saber se vou demorar muito tempo para voltar ao normal ?????

    julio disse:

    Fiz uma cirurgia de apêndice me aplicaram rach ja faz 10 dias so que minha costas doen muito quando deito , so posso deitar de barriga pra cima. É normal ? Tem alguma coisa para aliviar a dor?

    Conceição Aparecida disse:

    Boa noite
    No dia 29 de maio de 2014, fiz cesariana, desde então não aguento de dores nas costas.
    Minhas dores, são frequentes na hora de dormir. quando estou em pé, norma, mas quando deito nossa doi muito….

Deixe um comentário

Evite colocar links, emails, palavrões ou qualquer tipo de conteúdo ilícito no seu comentário ou não será aprovado. Nosso site é apenas de carater informativo e não uma loja, não pergunte preços. Desculpe pelo incomodo.