Rosa do Deserto

Plantas > Floríferas > Rosa do Deserto

Características

Muito conhecida também como Lírio impala ou Adenium obesum, esta herbácea de médio porte, pouco mais de 1 metro de estatura e nativa da África possui características de plantas adaptadas a climas semiáridos, como a de guardar água em seu interior para resistir a estiagem (ou falta de rega) e não morrer facilmente quando em condições climáticas desfavoráveis. Essas facilidades extras no cultivo combinadas com suas lindas e abundantes flores fazem desta planta uma ótima opção para a decoração de ambientes.

Cultivo

Onde e Como Plantar

Devido a sua origem de regiões semiáridas, esta suculenta se desenvolve melhor em lugares de alta incidência de sol, preferencialmente durante todo o dia. Por mais que possa florir e se desenvolver bem durante todo o ano, geralmente é nas épocas mais quentes como a primavera e verão que ela tem seu melhor crescimento. Devemos tomar cuidado durante o inverno pois essa planta não suporta o frio intenso.

Tipo de Solo

Utilize uma mistura arenosa de solo para fazer o plantio, isso para que a boa drenagem proporcionada por esse tipo de substrato facilite o escoamento d’água e assim diminua eventuais encharcamentos, o que é muito importante, uma vez que as raízes dessa planta apodrecem facilmente com excesso d’água.

Quanto à nutrientes, para garantir que eles não faltem utilize um pouco de fertilizando orgânico antes do plantio e reforce a dose de nutrientes com adubo NPK esporadicamente. O adubo NPK é importante pois o fósforo é muito importante para plantas que apresentam muitas flores.

Como Cuidar

Lembre-se que o fato de ser uma planta oriunda do semiárido não faz dela imortal à falta d’água, muitas pessoas cometem o erro de nunca irrigarem suas suculentas e planta nenhuma vive sem água. Porém tome cuidado também com o excesso, umedecer o solo a cada alguns dias costuma ser o suficiente para essa planta, nunca podemos encharcá-la para assim não propiciar a proliferação de fungos.

Em caso de invernos rigorosos, mova o vaso da planta para lugares protegidos do clima durante a noite, e exponha a muito sol durante o dia. Desaconselhamos tentar cultivá-la em jardins exteriores em lugares onde ocorram geadas, pois há uma grande chance da planta não sobreviver.

160 comentários em “Rosa do Deserto”

  1. Adquiri recentemente uma rosa do deserto percebi que uma parte da raiz que esta exteriorizada esta escura e amolecida como se estiversse aprodrecida. Suas folhas estam amarelando e caindo ja dilui um pouco de npk em agua e estou borifando uma vez na semana. O que fazer .?

  2. Minha muda depois de rosa do deserto ficou exposta a um período de chuvas. Ela está com o caule desde a raiz bem mole por dentro. Agora que estava brotando depois de caírem as folhas. O que faço para recupera-recuperar lá?

Deixe uma resposta